Pró-Saúde

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Reference Details
Fonseca Mde, J.Mendes da, Andreozzi, V. L., Faerstein, E., Chor, D. and Sa Carvalho, M. (2008), "Alternativas para modelagem do índice de massa corporal como variável contínua e relevância da análise de resíduos.", Cad Saude Publica, 24, 2: 473-8.

Abstract:
Neste artigo, discutem-se alternativas de modelagem do índice de massa corporal (IMC), analisado como variável contínua, e a análise de resíduos. Buscaram-se estratégias de aplicação dos modelos lineares generalizados adequadas tanto do ponto de vista do ajuste estatístico quanto da facilidade de interpretação dos resultados. Nestas análises, foram incluídos dados relativos a 2.060 participantes da Fase 1 de estudo longitudinal (Estudo Pró-Saúde), com informação completa de peso, estatura, idade, raça/cor, renda familiar e escolaridade. Em nosso estudo, a análise de resíduos dos modelos estimados pelo método da máxima verossimilhança, amplamente utilizado, não possibilitou ajuste adequado dos modelos aos dados. A transformação da variável resposta, apesar de resultar em um bom ajuste, não conduziu a estimativas de fácil interpretação. Considerou-se como melhor alternativa a mudança do método de estimação para quase-verossimilhança. Assim, melhor ajuste foi alcançado e a variância permaneceu constante. Na modelagem de dados epidemiológicos, cabe aos pesquisadores buscarem o melhor equilíbrio entre a aplicação adequada de técnicas estatísticas e a facilidade de interpretação dos dados

Notes:
Mendes da Fonseca, Maria de Jesus Andreozzi, Valeska Lima Faerstein, Eduardo Chor, Dora Sa Carvalho, Marilia Brazil Cadernos de saude publica / Ministerio da Saude, Fundacao Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saude Publica Cad Saude Publica. 2008 Feb;